Loading...

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Polêmica: Artista deixa cachorro morrer em sua obra



O 'artista' Guillermo Vargas exibiu um cachorro de rua preso em uma corda de aço como parte de sua exposição na última Bienarte da Nicarágua. O animal morreu de inanição em menos de um dia diante de todos, impedidos de retirar o pobre cachorro do lugar pelo 'artista'. Assine a petição e impeça que outras obras de Guillermo sejam exibidas na Bienal de Honduras, marcada para junho de 2008.








Guillermo Vargas Habacuc é um costarriquenho que diz ser "artista". Em agosto de 2007 ele participou de uma exposição em uma galeria em Manágua (Nicarágua). Capturou um cão adoentado e abandonado que estava pela rua da cidade, prendeu o pobre animal em uma das paredes da galeria com uma corda curta e atada ao pescoço, sem comida e sem água, deixando o animal em sofrimento até à morte. Segundo o "artista", o ato de covardia e de sadismo praticado por ele, significa "arte"! O assassino foi convidado a participar da prestigiosa BIENAL CENTRO AMERICANA DE HONDURAS em 2008 . Existe uma campanha internacional solicitando assinaturas de todas as pessoas revoltadas com esse crime para que a presença do assassino "artista" seja vetada na BIENAL.